Publicidade

DE VOLTA PRA CASA: Golpistas que fugiram para a Argentina já foram mapeados e PF vai pedir extradição

Ao menos 65 pessoas que fugiram para o país vizinho já foram identificadas e estão sendo monitoradas por autoridades argentinas; PF prendeu outras 49

07/06/2024 às 07h23
Por: Redação Fonte: Revista Fórum
Compartilhe:
DE VOLTA PRA CASA: Golpistas que fugiram para a Argentina já foram mapeados e PF vai pedir extradição

Golpistas invadem prédios dos Três Poderes em 8 de janeiro de 2023.
Créditos: Pedro Ladeira/Folhapress

Por Ivan Longo

A Polícia Federal (PF), que deflagrou nesta quinta-feira (6) mais uma fase da operação Lesa Pátria e prendeu 49 pessoas condenadas ou investigadas pelos atos golpistas do 8 de janeiro, pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF), responsável pelo inquérito, que dê início ao processo de extradição de golpistas que fugiram para a Argentina. 

Segundo a corporação, ao menos 65 pessoas com mandado de prisão ou que quebraram medidas cautelares entraram no país vizinho sem passar pelo controle migratório. Essas pessoas já estão sendo monitoradas por autoridades argentinas. 

Uma vez que o STF receber as informações dos golpistas foragidos na Argentina, a serem repassadas pela PF, a Corte emitirá a ordem de extradição e, então, o Departamento de Recuperação de Ativos e Cooperação Jurídica Internacional (DRCI), ligado ao Ministério da Justiça, emitirá o pedido ao governo argentino. 


PF prende mais 49 golpistas 
A Polícia Federal deflagrou nesta quinta-feira (6) uma nova fase Operação Lesa Pátria, em nível nacional, para cumprir 208 mandados de prisão contra golpistas condenados ou investigados pelo 8 de janeiro de 2023 que sejam considerados foragidos ou apresentem risco de fuga do país.

Foram 49 bolsonaristas presos em 18 estados e no Distrito Federal. Todos são foragidos ou investigados com risco de fuga. A PF agora está atrás dos outros 159 alvos da operação. As diligências para efetuar suas prisões seguem em vigor.

Algumas das prisões foram feitas nos últimos dias, uma vez que os agentes já monitoravam os bolsonaristas que davam indícios de fuga, impedindo-os de chegar às fronteiras. Os nomes dos foragidos já foram incluídos no Banco Nacional de Mandados de Prisão (BNMP) e agora a PF tenta incluí-los, também, na difusão vermelha da Interpol.

O estado com mais presos foi São Paulo, com 17 golpistas detidos. Distrito Federal e Minas Gerais tiveram 7 cada um. Na sequência vêm Paraná (5), Mato Grosso (4) e Santa Catarina (3), além de Bahia, Goiás, Mato Grosso do Sul, Espírito Santo e Pará com um preso cada.

Os mandados foram expedidos pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, após as denúncias que surgiram na imprensa de que condenados pela intentona golpista teriam rompido suas tornozeleiras eletrônicas e tentado fugir para países vizinhos como o Uruguai e a Argentina.

De acordo com as investigações, vários desses foragidos têm tentado obter refúgio no país governado por Javier Milei. Cerca de 65 golpistas podem ter entrado na Argentina sem que tenham passado pelos controles migratórios do país. As autoridades argentinas fizeram o mapeamento desses nomes e entregaram à PF. O Brasil, por sua vez, irá pedir a extradição dos mesmos.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.