Publicidade

Alckmin inaugura ponto de um programa que leva dignidade aos caminhoneiros; 'Ponto de Parada e Descanso' protege caminhoneiro e estimula transporte, diz o vice-presidente

Inauguração de Ponto de Parada e Descanso (Foto: Agência Gov / MDIC)

05/07/2024 às 10h49
Por: Redação
Compartilhe:
Alckmin inaugura ponto de um programa que leva dignidade aos caminhoneiros; 'Ponto de Parada e Descanso' protege caminhoneiro e estimula transporte, diz o vice-presidente

247 – A Política Nacional dos Pontos de Parada e Descanso, visando garantir repouso adequado para motoristas profissionais e aumentar a segurança nas estradas, foi marcada pela inauguração de um novo ponto na Via Dutra. A cerimônia contou com a presença do vice-presidente e ministro do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços, Geraldo Alckmin, nesta quinta-feira. O evento foi noticiado pela Agência Gov via MDIC em 4 de julho de 2024.

O ponto inaugurado localiza-se em Pindamonhangaba, no Vale do Paraíba, e ocupa uma área de quase 67 mil metros quadrados no quilômetro 95 da rodovia sentido Rio de Janeiro. Com um investimento superior a R$ 30 milhões pela concessionária CCR RioSP, o local é o maior Ponto de Parada e Descanso em funcionamento em rodovias federais concedidas. O local oferece 120 vagas gratuitas para veículos pesados, além de sala de descanso, cozinha e banheiros com chuveiros.

Alckmin destacou a importância da medida na prevenção de acidentes, afirmando que a iniciativa serve como uma "vacina" contra a mortalidade nas estradas. George Santoro, secretário executivo do Ministério dos Transportes, mencionou que estão programados investimentos superiores a R$ 2 bilhões para a criação de 70 novos pontos de parada até o final do próximo ano, visando uma maior segurança e eficiência nas rodovias.

Dados da Associação Brasileira de Medicina de Tráfego (Abramet) revelam que 42% dos acidentes com caminhões estão relacionados ao sono e 18% à fadiga. Em 2023, ocorreram 17.579 acidentes com caminhões, resultando em 2.611 mortes nas rodovias federais do Brasil.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.