Publicidade

VÍDEO: Bolsonaro chora em último CPAC antes de provável cadeia

Indiciado por desvio de joias da União e na eminência de ser preso, ex-presidente não se aguentou e foi às lágrimas diante do público de evento conservador

08/07/2024 às 00h11
Por: Redação Fonte: Revista Fórum
Compartilhe:
VÍDEO: Bolsonaro chora em último CPAC antes de provável cadeia

Bolsonaro Chora.
Créditos: Reprodução de Vídeo

Por Julinho Bittencourt

O ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) pode ser preso a qualquer momento. Ele teve o seu indiciamento pedido pela Polícia Federal (PF) à Procuradoria-Geral da República nesta semana por dois crimes: o desvio de joias pertencentes à União e a falsificação do seu cartão de vacinas.

Abalado e com medo, o ex-presidente não se aguentou e chorou neste sábado (6), diante da plateia da 5ª edição da Conferência de Ação Política Conservadora (CPAC), em Balneário Camboriú (SC). Veja o vídeo abaixo:

 

Discurso e ciúmes
O choro de Bolsonaro veio logo após discurso do deputado federal Nikolas Ferreira (PL). A proximidade com o deputado ainda causou reação de ciúmes do vereador Carlos Bolsonaro (PL). Ao ver uma foto do pai no Instagram uma foto no Instagram de sua filhinha Aurora, de meses, no colo de Jair Bolsonaro, junto com o parlamentar, sua esposa, Lívia Orletti, e a ex-primeira-dama, Michelle, Carluxo reagiu:


“Legal o cara fazer isso com sua filha e com a minha não! De qualquer forma, parabéns sempre, grande Nikolas”, ironizou.


Carlos Bolsonaro tem uma filha chamada Júlia, de um ano e meio, fruto de uma relação com a ex-diretora executiva do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), Martha Seillier, cuja gestação foi cercada de mistérios e longe da imprensa, nos EUA, onde ela reside e onde teria tido um caso com o vereador.

Leia também

https://folhadapb.com.br/noticia/5674/sururu-na-casa-de-noca-confusao-entre-carlos-bolsonaro-seu-pai-e-nikolas-sacode-as-redes-treta-e-ciumes

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.